Connect with us

Published

on

A franquia “Grand Theft Autoteve seu início no ano de 1997, com a tímida DMA Design, atual Rockstar North, Tarantula Studios, atual Rockstar Lincoln e a Visual Sciences, estavam engatinhando com seus projetos, tendo seu primeiro grande lançamento para o PlayStation 1 e posteriormente para computadores e outros consoles, vide Game Boy Color. Sua vida, nunca foi fácil, se envolvendo em séries de polêmicas, devido a sua enorme quantidade de violência que para época, não era algo corriqueiro, pois os jogos em sua grande maioria até 97, eram de plataforma, corrida ou exploração, fazendo com que este fosse banido de muitas lojas pelo mundo a fora.

O primeiro GTA possuía uma visão TOP-SIDE-DOWN, em outras palavras, vista por cima do personagem, como se houvesse um drone filmando toda a ação do game!

HISTÓRICO!

Após 3 tentativas falhas de levar a franquia GTA para consoles da Nintendo, com GTA 1 e GTA 2 para Game Boy Color, e com GTA Advance (nome dado pelo público – na capa é apenas Grand Theft Auto), uma tentativa de levar a fórmula de GTA 3 (o primeiro 3D) para a palma de nossas mãos, no Game Boy Advance, a mesma pensa duas vezes para lançar mais algum game de sua aclamada franquia para algum console da Big N! Somente em 2009, após 5 anos do Advance (2004), ela consegue ter sucesso com seu mais novo título, o Grand Theft Auto: Chinatown Wars!

A PROPOSTA E HISTÓRIA DO JOGO!

CHINATOWN WARS traz uma proposta diferente dos jogos anteriores da série. Em vez de uma câmera por trás do personagem, como visto desde o GTA 3, ou BODY HARVEST do NINTENDO 64 ,ou até uma visão por cima do personagem, como em GTA 1, LONDON 1969 e 1961 e GTA 2, o jogo visa por uma câmera giratória em uma perspectiva isométrica ao personagem, não é tão topdown, mas também não chega a ser 100% em 3D!.

A história gira em torno de gângsters Chineses e Coreanos, se passando na pele de HUANG LEE, um rapaz de 25 anos, nascido em Hong Kong, membro da gangue TRÍADE, sendo uma pessoa muito inteligente, com uma percepção rápida em seus objetivos , porém Huang não valoriza muito as tradições herdadas de seu tio ,mas é muito leal a sua família e a sua gangue e não gosta muito dos personagens na qual ele recebe as missões do modo história do game!

Huang Lee – protagonista do jogo!

Este, logo após o assassinato de seu pai, deve entregar uma RELÍQUIA do mesmo, uma espada da família, ao seu tio WU LEE, agora o novo patriarca, que mora em LIBERTY CITY. Ao chegar no AEROPORTO INTERNACIONAL DE FRANCIS em Liberty City,  Huang é emboscado no caminho e ele não só deve recuperar a espada, mas também vingar a morte de seu pai.

Por ter sido lançado em um primeiro momento para o NINTENDO DS, o jogo apresenta um sistema de missões e mini-games totalmente diferente dos clássicos jogos da franquia, pois tiram proveito da segunda tela do console! Como por exemplo, o sistema de tatuagens, que você usa a STYLUS (Caneta do DS) para desenhar a tatuagem na tela de baixo. Ao ser procurado pela polícia, o jogo apresenta as mecânicas dos carros de polícia, onde quando são eliminados, o jogador perde uma estrelas de procurado. Por se tratar de GTA, temos polêmicas até nos mini-games, com destaque para o mini-game de traficar drogas. Algo exclusivo dessa versão é o PDA, que oferece um sistema de compra de armas pela internet, pela AMMU-NATION e o sistema de GPS, herdado do GTA 4, além de possuir um e-mail, no qual o protagonista recebe as missões!

A ROCKSTAR LEEDS e a ROCKSTAR NORTH valorizaram ao máximo todas as possibilidades no DS, desde a tela touch ao microfone embutido do console — que serve para chamar os táxis espalhados por Liberty City, onde basta soprá-lo para que Huang assovie no jogo.

GRÁFICOS!

Algo que pode ser dito sobre Chinatown Wars, sem sombra de dúvidas são os lindos gráficos, que forçaram ao máximo o hardware do DS, sendo desenvolvido em CEL SHADING ( a grosso modo é uma forma semelhante aos cartoons, com traços bem nítidos, lembrando até Borderlands) com gráficos 2.5D e visão isométrica, o jogo é de longe um dos mais bonitos para o esse carinha aqui!

O jogo possui um nível de detalhes fantásticos, capôs danificados saem voando, faíscas saem de motores defeituosos, movimentos humanos quando correm e lutam, quando são lançados contra o asfalto ou voam pelo ar ao serem atingidos por jatos de água transmitem uma maior realidade e coerência ao jogo. Detalhes em veículos, estruturas físicas, ruas e avenidas mostram o carinho que a Rockstar teve com o jogo, poxa vida cara, fizeram tudo funcionar redondinho no console, que não tem um hardware muito potente, mas diferente do GTA Advance, esse aqui, ficou simplesmente lindo demais.

VERSÃO DE PSP!

Posteriormente no final de 2009, mais precisamente em outubro, a rockstar faz mais um lançamento, levando o GTA CHINATOWN WARS para o portátil da Sony, o PSP, e cara, não é que ficou ruim, longe disso, para a proposta do jogo, tá perfeito, mas todas as cenas que usava da tela secundária, viraram simplesmente QUICK TIME EVENTS, aquelas cenas de apertar tal botão para a ação ocorrer. Outro ponto diferente, foram aplicadas umas leves mudanças nos gráficos, o DS possuia uma tela principal de 3,1 polegadas de resolução de 256×192 pixels, já o PSP possui uma tela de 4.3 polegadas com resolução de 480×272, e portanto, se mantivessem os mesmos gráficos da versão de DS, iria ficar muito serrilhado, por isso, tiraram um pouco da intensidade do CEL SHADE, diminuindo o estilo cartoon – mas ainda é visível sua presença – e aqui, como o hardware de certa forma era mais potente e a mídia do PSP tinha maior capacidade, as músicas como esperado, são de maior qualidade.

VEREDITO!

Podemos concluir o seguinte, GTA Chinatown Wars, não é simplesmente um GTA de portátil que foi feito só para render alguns trocados, ele vai além disso, conseguindo ser realmente bom e possuir uma história coerente, com começo, meio e um final! Supreendentemente, isso conseguiu rodar de forma satisfatória no Nintendo DS, dando emoção em jogar, fazendo com que você tenha vontade de jogar cada vez mais, para saber como a história de Huang Lee, irá se encerrar!

Análise

Sonic Err – SONIC é REI DOS FATALITYS

Sonic.err é o jogo do SOnic inspirado no Sonic PC PORT e One More Time porem com uma atmosfera bem mais assutadora com a tematica da beta de 1990

Published

on

By

Sonic.err é o jogo do SOnic inspirado no Sonic PC PORT e One More Time porem com uma atmosfera bem mais assutadora com a tematica da beta de 1990

Sonic.Err – SONIC é REI DOS FATALITYS | Rk play

Espero que gostem!

Arte de @artedocarneiro

Edição @gabrielbarge

🔥 Seja Membro do canal https://www.youtube.com/channel/UCVmxV-_ds-UJeVC7w7AYQTQ/join

baixe a fan game aqui – DOWNLOAD

Me siga nas redes sociais: 👇
🐦 Twitter: /eurkplay
📷 Insta: /eurkplay
🔵 Page do Face: /rkplayss
🔥 Grupo do Face: /gamers brasil
🔴 Lives na Twitch e Facebook: /rkplay

✉️ Contato Profissional: [email protected]

rkplay #sonicexe #sonic

HISTORIA DE SONIC

Continue Reading

Análise

ANÁLISE de Resident Evil 4

Resident Evil 4 é um dos maiores clássicos da época do play 2, esse jogo foi a alegria de muitos naquela época então hoje eu vou fazer uma análise desse jogo que é tão amado por muitos.

Published

on

Olá amigos! Resident Evil 4 foi um dos maiores sucessos do PlayStation 2, trazendo uma narrativa impressionante onde estamos na pele do personagem Leon que foi convocado para descobrir o paradeiro da Ashley que é filha do presidente ou mais conhecida como o peso morto do leon por sua personalidade artificial totalmente irritante e sério, se você for jogar Resident Evil 4 vai precisar de muita paciência nas fases em que você tá com a Ashley.

Mas deixando a Ashley de lado, vamos falar sobre os inimigos do jogo e já vou dizendo que não tem como existir uma lista de inimigos mais icônicos do PS2 sem os famosos ganados, são moradores de um vilarejo que foram infectados com um vírus que iremos descobrir próximo ao final do game.

Temos vários inimigos no jogo que variam bastante a gameplay nas fases, e o jogo não se prende só em matar inimigos, temos vários puzzles durante as fases que variam ainda mais a gameplay.

Os ambientes em que o jogo se passa são impressionantes pela qualidade gráfica do PS2, tem ambientes que trás muitos momentos de tensão principalmente pela trilha sonora que é muito boa e bem tensa.

Outra coisa incrível é a quantidade de itens e armas que o jogo oferece ao longo da gameplay, o jogo oferece um inventário extenso de itens tanto para cura quanto ataque,recarga de armas e muito mais, de todas as armas do jogo a que eu mais gostei foi a Chicago Typewriter por seu poder de fogo ótimo e a recarga ilimitada mas para conseguir você vai precisar terminar a Separate Ways e aguardar ela aparecer.

Mas agora vou ser sincero… Eu odeio a movimentação do Leon, eu acho ela um pouco lenta pra um jogo em 3° pessoa, eu não sei se é minha impressão ou é assim mesmo.

Cara os chefões desse jogo são simplesmente incríveis, são muitos chefes que você vai enfrentar ao longo do jogo, um mais forte que o outro com muitas características diferentes na gameplay, e isso é até que divertido pois não deixa o jogo ficar chato tão fácil (a não ser que a Ashley esteja com você hahahaha).

NOTA FINAL


GAMEPLAY (7,9/10)

LEVEL DESIGNER (8,6/10)

HISTÓRIA (8,2/10)


Gostou do meu trabalho? Entre em contato!

[email protected]

Me siga no twitter!

SEGUIR

Obrigado por ler, até mais!

Continue Reading
Advertisement

FAN GAMES do CANAL

RK Play Joga

Facebook

Advertisement

Trending